NotíciasPolítica

Asfalto para Martins será adiado

Questões técnicas impediram obra, diz assessoria de deputado

A ligação asfáltica do trecho compreendido entre a rodovia MG 429 (que liga Lagoa da Prata a Santo Antonio do Monte) e o distrito de Martins Guimarães, terá que esperar. Prevista para ser entregue até meados de 2017, a obra não será iniciada devido a uma questão técnica, afirmou em entrevista exclusiva ao Jornal O Papel, a assessoria do deputado federal Newton Cardoso Junior, responsável pela liberação do recurso.

“Aquela estrada não é municipal, é uma estrada estadual. Para fazer a obra de asfaltamento lá precisava de uma autorização do DER (Departamento de Estradas e Rodagem), que está questionando a largura da estrada”, informou o assessor do deputado.

Segundo ele, a Prefeitura pretendia fazer uma obra para atender à comunidade, com largura aproximada de nove metros. “O DER não quer aceitar isso, eles querem uma pista com largura de treze ou quinze metros”. Segundo o assessor que conversou com a reportagem, isso aumentaria muito o custo da obra e os recursos previstos não seriam suficientes.

“A verba chegou a ser empenhada, mas como o DER não aceitou a gente não podia correr o risco de perder o recurso, então nós optamos por passar para outra cidade e aguardar o início do ano, o deputado inclusive se colocou à disposição do prefeito para procurar o pessoal do DER e ver se entra num denominador comum”, afirmou.

 

“O deputado mantem firme e inalterado o compromisso de fazer o asfalto para Martins Guimarães, restando só acertar essas pendências como DER, que extrapolam a vontade da prefeitura” , informou o assessor do deputado Newton Jr.

O recurso que havia sido destinado à realização da obra foi repassado para dois municípios. “Nós destinamos metade dele (o recurso) para Conceição do Pará e metade para Tiros, mas não como punição, isso tem que se deixar bem claro”, disse Altamir, que evidencia o empenho da equipe da prefeitura local.

“Faço questão de ressaltar que em momento nenhum a prefeitura se omitiu, muito pelo contrário, temos que reconhecer o empenho do assessor Juarez de Castro, do prefeito Paulinho e do vice Roberto, que deram todo apoio à questão. Na verdade fugiu à vontade pessoal de cada um de nós, é uma questão técnica, não é uma questão política de querer ou não querer”, finalizou.

Em outubro desse ano, técnicos do DER estiveram junto com engenheiros da prefeitura, visitando o ponto onde ocorre a interseção da rodovia MG 429 com a estrada que dá acesso ao distrito de Martins Guimarães. Segundo os técnicos da prefeitura, o objetivo da visita foi conhecer junto ao DER as especificações necessárias para realizar a pavimentação dentro das normas do órgão.

Post Anterior

Vereadores autorizam troca dos lotes

Próximo Post

Promotor abre inquérito para apurar projeto da troca dos lotes

Junior Nogueira

Junior Nogueira