Caderno 01Notícias

Chuva de granizo provoca estragos na cidade

O mês de maio de 2016 quase passou em branco nos registros pluviométricos da cidade. Com media histórica em torno de 45 mm, a única chuva registrada no mês caiu ontem, 29, com um componente inusitado: o granizo.

As gotas de água que se evaporam dos rios, mares e da superfície terrestre, quando chegam às nuvens e encontram temperaturas abaixo de -80°C, viram gelo. Congelado, o vapor de água fica com mais peso do que a nuvem pode aguentar e cai, em forma de pedra de gelo, que chamamos de granizo.

Choveram 17 mm em aproximadamente 22 minutos na noite desse dia 29. Segundo o arquiteto Carlos Brasil Guadalupe, o Lalinho, a chuva de granizo costuma acontecer de quatro em quatro em quatro anos em Lagoa da Prata, sempre fora da época de verão, quando são mais comuns chuvas fortes. “Com o tempo frio a formação da chuva de granizo fica mais eminente”, informou o arquiteto, que acompanha o comportamento pluviométrico na cidade há mais de trinta anos.

Alguns pontos de alagamento foram identificados na cidade, como na rua Paraíba próximo ao cruzamento com a Santa Catarina. Um internauta postou em uma rede social esta foto.

Foto enviada por internauta

Foto enviada por internauta

No centro de distribuição da Embaré, próximo ao trevo secundário, a estrutura metálica da cobertura na entrada do estabelecimento desabou. Essa foto foi enviada por um leitor. Não conseguimos ainda contato com representantes da empresa para saber mais detalhes.

Cobertura desaba no centro de distribuição da Embaré

Cobertura desaba no centro de distribuição da Embaré

 

O reflexo da chuva de gelo foi sentido em toda cidade. Ate mesmo o espetáculo do circo instalado na avenida Brasil teve de ser cancelado e o medo dos frequentadores causou correria no local.

 

“Só quem estava no Circo sabe o susto que passamos. O espetáculo das 18:30 teve que ser cancelado porque ficou mto perigoso devido a chuva, foi uma correria, um caos, os pais correndo com os filhos nos braços, doidos pra sair dali porque todos nós corríamos riscos ali dentro. Mas enfim graças à Deus conseguimos sair do circo bem, o espetáculo que virou um terrível susto….”, publicou no facebook um internauta.

 

Em vários bairros moradores se assustaram e fotografaram o resultado do fenômeno.

Foto enviada por internauta

Foto enviada por internauta

Post Anterior

Carro pega fogo no Cidade Jardim

Próximo Post

Lei obriga farol baixo na estrada mesmo durante o dia

Junior Nogueira

Junior Nogueira