Notícias

Comerciante é baleado em assalto no bairro Marília

Dois indivíduos chegaram a uma loja de materiais de construção no bairro Marília, por volta de dez e meia da manhã desta terça-feira, dia 12 de abril. Eles estavam em um automóvel VW Gol, de cor chumbo, armados e anunciaram um assalto.

Segundo testemunhas, que não quiseram se identificar, no momento do assalto ficaram dois elementos dentro do carro estacionado e dois adentraram o estabelecimento.

“Tinha um menininho que devia ter uns doze anos de idade”, disse uma das testemunhas.

“Eles vieram em dois, o carro ficou parado na esquina e tinha dois lá, vieram dois armados. Era um Gol verde ou preto não sei, eu vi os caras correndo”, conta a testemunha.

“Não chegaram a roubar, eles sabiam onde era a saída e agiram rápido”. O entrevistado disse que quando ouviu os estouros, pensou que era bomba. “Eu achei que era bomba, estava no passeio com meu neto, escutei o tiro, achei que era bomba, quando vi os marmanjos correndo pensei, deve ser tiro mesmo (…) Eu vi os dois correndo e tinha dois esperando eles ali”, conclui.

Segundo informação da Polícia Militar, durante o assalto, o dono da mercearia correu para os fundos,  contudo um dos assaltantes foi atrás dele e efetuou um disparo com uma pistola calibre .45, tendo o projétil atingido um objeto de madeira e em seguida atingiu um servente que trabalhava numa obra na Mercearia.

Em seguida, nervoso com a ação frustrada,  um dos autores passou a ameaçar as pessoas que ficaram no interior do comércio e, deliberadamente, efetuou um disparo contra o comerciante Luiz Miranda Borges, que chegava ao local no momento.

De acordo com outra testemunha, a vítima dos disparos não chegou a reagir, como havia sido cogitado inicialmente, mas estava chegando ao estabelecimento quando os ladrões estavam saindo… “O Luizinho não tinha nada a ver com o peixe, tava comprando”, disse a testemunha.

 

A fuga e a captura

1042-Bandidos presos

Após o crime, os autores fugiram sentido Santo Antonio do Monte. Foi montada uma operação cerco/bloqueio e os autores foram interceptados na vizinha cidade, porém abandonaram o veículo e fugiram pelo matagal.

As guarnições policiais comandadas pelo Ten. Marcos, com policiais de LP e Samonte, conseguiram localizar marcas de sangue dos fugitivos que se embrenharam no mato e depois de muito empenho, conseguiram localiza-los e captura-los.

Com os autores foi encontrado uma pistola calibre .45  e um revólver – ambas as armas com munições intactas e algumas deflagradas (no revólver).

Os três elementos maiores foram presos e o menor de idade, de 14 anos, foi apreendido. O veículo foi removido. Segundo o Sargento Edson Pereira, os quatro elementos são da cidade de Bom Despacho, tem passagens pela Policia, sendo que um deles, conhecido como “Pirata”, tem contra si um mandado de prisão por suspeita de homicídio naquela cidade e vários roubos a mão armada.

“Estão sendo apurados também outros roubos inclusive na cidade de Moema na data de ontem, teve um roubo a mão armada no posto Lombada e provavelmente foram eles”, disse o Sargento.

Os autores chegam ao quartel da PM em LP na viatura

Os autores chegam ao quartel da PM em LP na viatura

O comerciante Luiz M. Borges, foi socorrido até a UPA – Unidade de Pronto Atendimento de Lagoa da Prata, onde recebeu o primeiro atendimento. Seu estado de saúde não era de risco de vida, mas por precaução, ele foi transferido para Belo Horizonte. Essa matéria contou com a colaboração do repórter Thiago Martins, da rádio Tropical.

O vídeo a seguir, enviado por um colaborador pelo Whats app, mostra a viatura conduzindo os autores em Samonte.

Estabelecimento no bairro Marília onde aconteceu o assalto.

Estabelecimento no bairro Marília onde aconteceu o assalto.

 

Post Anterior

Obra da ponte ainda sem definição

Próximo Post

Seminário discute autismo em LP

Junior Nogueira

Junior Nogueira