CulturalEducação

Projeto na Apac ensina história usando a Bíblia

O projeto “Regime Fechado, Visão Aberta”, utiliza a Bíblia Sagrada como fonte para o estudo histórico e geográfico junto aos recuperandos da Apac – associação de proteção e assistência ao condenado, de Lagoa da Prata. De acordo com o professor Di Gianni Nunes, idealizador do projeto, a ideia surgiu no começo desse ano, a partir de um debate sobre o império romano dentro da sala de aula, no curso regular do EJA (Ensino de Jovens e Adultos).

[continua depois do anúncio]

“Um aluno questionou se a Bíblia Sagrada poderia ser utilizada como referência histórica para estudos. Eu respondi que ela é muito rica no que diz respeito a hábitos, costumes, tradições e direito das civilizações antigas como império romano, egípcios, assírios, fenícios e mesopotâmios”, argumenta o professor. “A partir de então decidimos fazer um trabalho onde os alunos pesquisavam o texto da Bíblia, comparando com os livros didáticos, bem como instruções sobre vestígios arqueológicos”, complementa.

Isso despertou o interesse dos recuperandos por outros estudos, como paleontologia, arqueologia e até mesmo facilitou a compreensão da discussão de temas atuais, como a formação do Estado Islâmico e Israel, assegura Di Gianne.

“Isso é uma forma de ressocialização muito interessante”, continua o professor.

O trabalho junto à instituição vem sendo desenvolvido desde fevereiro desse ano e há um estudo da possibilidade de estender sua apresentação para a comunidade. “Os alunos inclusive utilizam o conhecimento adquirido para apresentar performances relacionadas ao tema’, conclui.

Post Anterior

Discussão gira em torno de instalação de indústria no Chico Miranda

Próximo Post

Rapaz preso com maconha na porta de escola

Junior Nogueira

Junior Nogueira