Meio AmbientePolítica

Proprietário de lotes no parque vai à Câmara e critica permuta

mini-selo-parque-dos-buritis

O comerciante Alex Moraes fez uso da Tribuna Livre na reunião da Câmara do dia 17 de outubro, para falar sobre a situação do parque, onde ele tem alguns terrenos. Ele pediu na justiça a desapropriação dos seus lotes pelo município, disse que tomou conhecimento do projeto de permuta, consultou seu teor e considera que a troca é prejudicial para a cidade:

“Quando eu vi o projeto aqui, foi pela permuta (…), eu vi aqui que nessa permuta, nós, a população de Lagoa da Prata, tá levando uma manta gigantesca, assim, sem precedentes. Nessa proposta de troca no parque dos buritis lá, nada mais nada menos, vou resumir aqui as metragens.. um lote no Américo Silva 400 metros, todo mundo lembra onde era o Galo da Ki-Biscoito, naquela esquina (…), tem um lote em frente a escola Jacinto Campos, 1500 metros, do lado do Poliesportivo, dois mil metros quadrados (…). Estão querendo trocar com particulares pra daqui há cinco anos tá um condomínio de luxo lá (…)”.

Ele citou outros terrenos que estão sendo envolvidos na permuta e enfatizou o bairro Cidade Jardim, onde há uma área de quase 28 mil metros quadrados.

“É coisa pra caramba, área nobre de Lagoa da Prata”, argumentou. Sobre as avaliações dos terrenos, Alex disparou: “não sou perito, mas eles avaliaram esses lotes em quatro milhões (…) eu dou minha cara a tapa se não valer sete milhões. É muito dinheiro do povo, não pode ser jogado fora assim não”. Ele sugeriu levar a questão para decisão pelo poder judiciário e questionou a transparência do processo junto à comunidade.

Transparência

“Eu fiquei sabendo porque sou parte interessada”, comentou.”A população de Lagoa da Prata sabe desse projeto? A rádio tá aqui, e até um apelo meu pra rádio de Lagoa da Prata divulgar com detalhes esse projeto, porque a população tem direito, os lotes não são da prefeitura, é do povo…”

Ele classificou a proposta como caso para mídia nacional:

“Um projeto desse aqui, se passar no outro dia tá lá no Fantástico, isso aqui é trem de Fantástico, porque é tão absurdo, que nem aqui devia tá (…)”. E questionado pelo vereador Adriano Moraes sobre qual seria sua sugestão, ele emendou: “A minha sugestão é, manda pro Ministério Público, o que o Juiz bater o martelo será justo”.

Vereadores questionam valores

Durante a palavra livre, alguns vereadores comentaram o depoimento do comerciante.

Paulinho: “Se a permuta era ruim antes, agora ela é estratosfericamente ruim para os cofres do município. Então a via judicial sem dúvida nenhuma seria a melhor forma”

1073-parque-dos-buritis-paulo-pereira

Paulo Pereira: “Me surpreendeu muito pela eloquência que ele (Alex) discursou e pela razão que ele tem sobre tudo o que ele falou. Eu também defendo que toda solução para o parque dos buritis seja feita como está sendo feita a dele, via Ministério Público, via Justiça (…).  As vezes se você tem interesse em renovar sua candidatura pro próximo pleito, talvez o vereador pode assumir uma posição mais de não conflitar, porque com isso ele vai na mesma onda que a mídia tá colocando, na mesma onda que a infantaria da Prefeitura vem colocar pra uma cidade inteira, e nem sempre como as coisas são. Por outro lado também tem aqueles que batem de frente e que não aceitam isso, como não aceitamos essa permuta da vez passada. Eu tenho absoluta certeza que dos nove vereadores, e até dos funcionários dessa casa, ninguém é contra a recuperação do parque dos buritis. A gente quer inclusive que aquilo seja preservado e é depressa. O que a gente é contra é esse tipo de manobra, que já foi feita aqui uma vez, graças a Deus o Judiciário colocou por terra, e que agora veio com uma voracidade ainda maior. Se a permuta era ruim antes, agora ela é estratosfericamente ruim para os cofres do município. Então a via judicial sem dúvida nenhuma seria a melhor forma (…)”.

 

Quelli: “De um momento para o outro uma pessoa, um particular passou a adquirir a maioria desses lotes”

1073-parque-dos-buritis-quelli-couto

Quelli Couto: “É um patrimônio público. E é por isso e por outros motivos que eu tenho feito uma linha de fiscalização nessas questões, principalmente denunciando lotes que estão sendo doados irregularmente sem passar pela câmara, sem autorização legislativa (…).  Lá no Parque dos Buritis eram lotes que pertenciam a várias pessoas, simplesmente de um momento para o outro uma pessoa, um particular passou a adquirir a maioria desses lotes e assim, a prefeitura, através do Paulinho passou a negociar esses imóveis com esse particular, enviando esse projeto pra câmara (…) a mudança que a gente estranha ainda mais é que os imóveis que foram colocados agora são realmente imóveis nobres e que a avaliação realmente também deixa a gente com dúvidas (…)”.

 

Adriano Moraes: “isso não é coisa de Câmara resolver, isso é coisa do Judiciário, mas eles não fazem o serviço deles”

1073-parque-dos-buritis-adriano-moraes

Adriano Moraes: “(…) Tem quase 28 anos a questão do parque dos buritis. Hoje chegou um rapaz aqui que já a prefeitura tentou permutar o lote com ele, ele não quis que achou barato, agora veio aqui falar que tá pagando caro pros outros. Olha que situação que a gente para. Ele não aceitou a primeira permuta (…) isso não é coisa de Câmara resolver, isso é coisa do Judiciário, mas eles não fazem o serviço deles (…)”.

 

Natinho: “O povo não dá conta de pagar essa conta”

1073-parque-dos-buritis-natinho

 Natinho: “Lembrando do que ocorreu no primeiro processo, o primeiro projeto que veio a essa câmara, foi a maior tragédia que eu já vi nos meus trinta e dois anos de vereador (…). eu não esperava que fosse colocado para a câmara municipal um projeto que desmoralizasse o poder legislativo (…) era o maior desvio de dinheiro de todas as épocas aqui em Lagoa da Prata. A nossa sorte é que nós fizemos a representação (…) e a denúncia que foi feita pelo Ministério Público ao Judiciário, o dr Aloysio suspendeu através de uma liminar qualquer ato relativo a esse projeto (…). Agora pra minha surpresa o prefeito manda outro projeto muito pior que o primeiro, onde o valor chega a quase seis milhões de reais, valor este que foi feito por imobiliárias credenciadas. Uma área que foi adquirida por R$ 642 mil hoje está sendo proposto aqui na casa mais de R$ 6 milhões. O povo não dá conta de pagar essa conta (…)”.

———————————————————————————————————————————————————————————

destaque-02

 

VEJA TAMBEM:

destaque-09

 

Prefeito diz que a troca é justa.

destaque-04

Paulo Teodoro assegura que todos os procedimentos legais foram observados e medida visa proteger o meio ambiente.

Secretário diz que precisa dos lotes para preservar o parque:

destaque-05

Natinho quer considerar valor da compra ao invés das avaliações

destaque-06

Ambientalista defende parque, “desde que valores da troca sejam justos”

destaque-07

Post Anterior

Lotes no Parque dos Buritis são avaliados em R$ 6 milhões

Próximo Post

Parque foi criado em 95, diz urbanista

Junior Nogueira

Junior Nogueira