NotíciasPolíticaSaúde e beleza

Secretário de Lagoa da Prata eleito presidente de órgão regional de saúde

O secretário de saúde de Lagoa da Prata, Geraldo de Almeida, foi eleito presidente do Cosems (Conselho das Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais), na regional de Divinópolis, que compreende 54 municípios, desde Pará de Minas até Campo Belo. A eleição aconteceu nesta terça, dia 02 de maio, em Divinópolis. O mandato é de dois anos.

“É algo importante pra nós, pra secretaria de saúde e para o município de Lagoa da Prata, porque o Cosems é um órgão onde a gente tem cadeira assegurada em todos os fóruns de discussão de políticas de saúde a nível do estado e de Ministério da Saúde”, explica Geraldo. “Isso nos permite ampliar a nossa rede de contatos, ter acesso direto e mais rápido a todas as políticas de saúde que estão sendo implementadas no estado e nos permite opinar e ajudar a definir essas políticas, buscando trazer essas políticas pra nossa cidade e pra nossa região”, continua.

O secretário cita como temas em discussão atualmente as cirurgias eletivas, que estão paralisadas no estado desde 2015 e o funcionamento do Samu. “Nós estamos discutindo junto ao estado essa política, junto ao Ministério da Saúde, essas cirurgias que precisam ser implementadas. Uma outra demanda que nós estamos cobrando é a efetiva instalação do Samu, que vem aí desde 2012 nessa via sacra de inaugura, não inaugura…. e agora já estamos na fase final junto ao estado definindo essa fase final e cobrando que seja feito de forma rápida e o serviço seja implementado”, revela.

[continua depois do anúncio]

Lagoa volta a integrar o Samu

Sobre o Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência), inclusive o secretário afirmou que o município de Lagoa da Prata já voltou a integrar o consórcio que será responsável pelo funcionamento do serviço na região. De acordo com Geraldo de Almeida, o serviço pode começar a funcionar muito em breve.

“O município já aderiu novamente ao consórcio, haja visto que já  há a probabilidade de início do serviço já para o próximo mês, talvez ainda esse mês. Então desde março o município já aderiu ao consórcio porque foi quando houve a assinatura pelo governador do estado, do projeto de lei que destinava o recurso para o Samu centro-oeste, o que nos deu garantia que o Samu irá funcionar”.

Convênio com o Hospital São Carlos será retomado

O secretário informou também que o convênio para repasse de recursos à Fundação São Carlos, que administra o hospital em Lagoa da Prata, está dependendo do envio do plano de trabalho pela entidade.

“Nós oficiamos o hospital, depois de passado todo esse trâmite de estudo da lei e nós adquirimos a segurança jurídica para celebrar esses convênios. O hospital foi oficiado para apresentar o plano de trabalho pra que a gente possa estudar e viabilizar a disponibilidade dos recursos de acordo com aquilo que o município necessita”, explica Geraldo.

Não há uma previsão de valor porque, segundo o secretário, é preciso primeiro analisar o plano de trabalho e submetê-lo ao conselho municipal de saúde, mas resta apenas a aprovação do plano de trabalho para que a subvenção seja encaminhada à Câmara para aprovação.

 

Post Anterior

Ex-vereadora de Lagoa da Prata morre em acidente na MG 170

Próximo Post

Professor lagopratense brinca com músicas para ensinar português

Junior Nogueira

Junior Nogueira