DESDE 2001 NO JORNAL O PAPEL NÚMERO 763

DATA 24/04/2020

 

O QUE NOS FAZ BRASILEIROS ?

Ser brasileiro é ter CRIATIVIDADE para reinventar a vida, é ver PAIXÃO em cada detalhe. Ser brasileiro é ter GARRA para lutar pelos seus objetivos, é ter AMOR ao próximo, e muita FORÇA de vontade. Ser brasileiro é espalhar ALEGRIA e transmitir BOM HUMOR. Ser brasileiro é saber que a SOLIDARIEDADE é parte essencial do nosso povo, e a CORAGEM para nunca desistir vem de berço, e de berço a gente entende….pois estivemos lá em nosso Encontrão 2020. Estou falando de Porto Seguro. Onde tudo começou. Graças a Deus tivemos a oportunidade de viajar este ano e uma viagem maravilhosa. Dia 22 de abril comemoramos o descobrimento do Brasil. Essa terra abençoada por Deus e bonita por natureza. Quanto tudo isso passar, e vai passar, faremos novos passeios para nos encontramos com alegria e muita felicidade. Chega até você mais uma Coluna Papo de Pescadô. A de número 763…..desde de 2001 no Jornal O Papel. Peço licença para entrar em sua casa e prometo trazer somente boas notícias do mundo da pesca. Boa leitura.

PORQUE NÃO RECICLAR MAIS NA QUARENTENA AMIGO LEITOR….

A quarentena do coronavirus pode nos fazer mudar alguns hábitos, entre eles reciclar mais nosso lixo, acompanhar mais de perto. O que acham ? Reforçar as ações de reciclagem, garantindo a separação dos resíduos e a diminuição dos itens enviados para descarte, é uma boa pedida para quem está de quarentena em casa durante a pandemia provocada pelo novo coronavírus (COVID-19). O momento também é uma ótima oportunidade para as pessoas adquirirem o hábito do consumo consciente, praticar medidas simples de separação dos resíduos sólidos domésticos, reduzir a quantidade de lixo e obter somente o necessário na hora das compras. A quarentena não é exatamente um período agradável, mas também pode ser o momento de rever atitudes e incorporar novas atividades, como a compostagem, sendo que devemos também pensar mais nas palavras, reduzir, reutilizar e reciclar.

ENTENDA SEU LIXO

Orgânico: frutas, verduras, cascas de ovos, tudo o que é de origem animal ou vegetal. Rejeito: o que não pode ser reciclado e não é orgânico, como o lixo do banheiro. Seco: embalagens que podem ser recicladas de plástico, vidro, papel, metal. Separe certo o lixo: orgânico pode virar compostagem. É melhor lavar o lixo seco. Precisa estar tudo separado na hora de ir para a rua. Use o que você já tem: ao invés de jogar fora todos os potes de plástico, use-os até estragar. Depois, compre de vidro ou metal.

CAUSO DE PESCADOR PARA ANIMAR NOSSO PAPO DE HOJE

Costumo pescar em Mato Grosso. Todo o ano é sagrado. A gente vai até Poconé e de lá vai para Porto Cercado ou Porto Jofre, ou vai para Cáceres, ou Aquidauana, mas sempre vai. Com a graça de Deus. Eis que numa dessas viagens encontro um velho conhecido chamado Berto, na cidade de Poconé, por onde a gente estava passando a caminho de Porto Cercado, e ele me conta que havia residido nesta cidade por muitos anos vindo de um pequeno de Minas Gerais. Quando foi para Poconé era ele, a mãe e um papagaio. Desempregado, dormia dia e noite, pois não tinha o que fazer. Sua mãe não se conformava com o filho, vendo-o dormindo. Gritava dia e noite aos quatro cantos da casa: “Acorda, Berto. Acorda, Berto. Acorda, Berto”. E o papagaio, nesse clima de gritaria, repetia incessantemente: “Acorda, Berto. Acorda, Berto. Acorda, Berto”. Até que um belo dia o papagaio foi roubado. Anos e anos se passaram. Mãe e filho mudaram-se para a cidade de Aquidauana, numa pequena aldeia ao lado do rio cuja cidade lhe empresta o nome. Decorridos alguns dias, numa madrugada, o Berto e a mãe ouvem estarrecidos: “Acorda, Berto. Acorda, Berto. Acorda, Berto”. Não é que o cara (ladrão) que roubou o papagaio também estava morando na aldeia ali mesmo em Aquidauana?

RECEITA PARA FAZER DURANTE A QUARENTENA

Em tempos de pandemia de COVID-19, a orientação da sua coluna papo de Pescadô, baseado em autoridades sanitárias é para que a população permaneça em casa, como forma de prevenção à disseminação do vírus, o que está fazendo com que muita gente substitua a ida aos restaurantes e bares pela cozinha de casa. Apesar da prática já fazer parte da rotina da ampla maioria dos brasileiros, as pessoas se acostumaram a comer fora ou a pedirem comida pelos aplicativos de entrega rápida. Nessas horas, preparar a própria refeição pode ser um aliado não apenas para trazer nutrição e benefícios à saúde, como também transformar o momento em um passatempo junto à família. Confira hoje aqui em nosso papo a receita de Strogonoff de Tilápia como estímulo para começar a aproveitar o tempo disponível em casa.

Strogonoff de Tilápia

INGREDIENTES

4 filés de tilápia, ½ limão , Sal a gosto, 1 cebola grande , 2 dentes pequenos de alho , 8 ramos de salsinha , 3 colheres (sopa) de margarina , 2 colheres (sopa) de farinha de trigo , 1 lata de molho de tomate , 1 colher de (sopa) de molho inglês , 1 lata de creme de leite, 1 vidro pequeno de champignons (100g)

MODO DE PREPARO 

Lave e corte os filés de tilápia em cubos. Lave e esprema o limão e reserve. Tempere o peixe com o suco de limão e o sal, deixando-o marinar na geladeira por aproximadamente 30 minutos. Lave, descasque e pique a cebola e o alho. Lave, higienize e pique a salsinha e reserve. Em uma panela, aqueça a margarina, adicione farinha de trigo e deixe cozinhar, mexendo sempre até a farinha começar a dourar. Adicione a cebola e o alho e deixe refogar. Acrescente o molho de tomate, o sal, o molho inglês, o peixe e o champignon, deixando cozinhar até ferver. Adicione o creme de leite e a salsinha, apague o fogo e sirva. BOM APETITE !

ÔNIBUS DE PESCARIA  QUER PESCAR COM COMODIDADE E CONFORTO ?

O amigo pescador e leitor está procurando ônibus para alugar para a sua próxima pescaria ? Quer pescar comodidade e conforto ? Dedé pode lhe proporcionar tudo isso e a um preço competitivo. Dedé está sempre atento para fazer com que a viagem seja tranquila e prazerosa, proporcionando aos pescadores ótimos momentos dentro do próprio ônibus ao logo de toda a viagem. O ônibus do Dedé é equipado com 16 lugares sentados, 06 camas, 2 freezers , mesa para jogo de baralho, banheiro, som, tanque para gasolina, bagageiro para barcos e suporte para motores. É só ligar para o amigo Dedé e combinar sua pescaria : 9-9963-7618…..e Boas pescarias.

FOTOS DO LEITOR

O Grupo Caiaque MInas de Lagoa da Prata une a prática do esporte com a proteção do meio ambiente, praticando a pesca esportiva, recolhendo lixos e detritos largados em Lagoas, lagos e rios da regão. A atividade exige resitência e vigor físico. Em meio as Lagoas, Lagos e Rios, os caiaques e caiaqueiros do Grupo Caiaque MInas tornam-se pequenos pontos coloridos na imensidão da água. A adrenalina da prática esportiva e o contato com a natureza são os elementos que tem atraído cada vez mais adeptos ao caiaque. Tão importante quanto se aventurar pelas águas , é colaborar com a preservação. E é isso que este grupo tem feito. Hoje em nosso Papo de Pescadô, 2 dos membros do Grupo Caique Minas, praticando a pesca Esportiva. Pescando e preservando : meus amigos Alfredo e Francis. Obrigado pela foto amigos e também pelo trabalho prestado na preservação do meio ambiente. E vale lembrar que neste tempo de quarentena até as capivaras voltaram a aparecer na Praia…..Veja a foto.

Que Deus abençoe seu dia dando força para aceitar, enfrentar, rezar e superar todos os problemas. Até a próxima, se Deus quiser.

- Anúncio -