Na tarde desta quarta-feira, dia 11 de setembro, os frequentadores de um salão de festas no bairro Marília, em Lagoa da Prata, estavam adesivando canecas para a festa do Chopp da Maçonaria, quando entraram dois indivíduos encapuzados e armados com uma faca e uma arma de fogo, anunciando o assalto.

No local estavam cerca de vinte pessoas preparando o evento beneficente, e segundo depoimentos, o rapaz que estava com a faca foi quem anunciou o crime dizendo “é um assalto, todo mundo no chão”. Para azar dos bandidos, estava no local entre os voluntários um policial militar, que sacou sua arma e anunciou em alto e bom som: “Polícia, larga a arma!”.

Contudo, segundo o boletim da polícia, mesmo diante da advertência, o autor avançou em direção às vítimas com a faca em posição de golpe, momento em que o policial efetuou um disparo em sua direção, afim de preservar sua integridade e das pessoas que estavam no local. O meliante foi atingido na perna esquerda, vindo a cair ao solo. O comparsa fugiu em um Fiat Uno de cor vermelha, que estava aguardando do lado de fora com um terceiro elemento, ainda não identificado.

Eles tomaram rumo à avenida Antenor Chagas Madeira. O ladrão baleado foi socorrido até a UPA, onde recebeu atendimento médico e depois foi transferido. A polícia foi informada de que um dos autores seria G.V.P., residente no bairro Chico Miranda, sendo realizada diligência até sua casa, onde foram recebidos por seu pai, que relatou que o filho havia chegado em casa ofegante e comentando que seu primo, J.P.B.V., havia sido baleado.

Os policiais identificaram o veículo usado na fuga, como sendo da cidade de Moema, sendo que esse automóvel havia sido furtado no fim de semana. Ele foi apreendido e removido ao pátio credenciado. J.P.B.V. foi preso em flagrante delito.

- Anúncio -