Ilustração: internet

Os vereadores Olair Dias de Castro (Preto) e Cida Marcelino apresentaram na reunião da Câmara desta segunda-feira, 07 de janeiro, um projeto de lei para revogar a emenda feita em 2018 em que se permitia o uso do avião pulverizador no canavial da usina, para aplicação de adubo foliar e regulador de crescimento (maturador).

Caso o projeto seja aprovado, segundo Preto, a proibição para uso da aplicação aérea é imediato, ou seja, o impedimento vale já para a safra deste ano.

O caso é polêmico e envolve muitas questões, entre elas a saúde pública e a economia da cidade.

Os vereadores temem que o produto lançado faça mal à população. Já a empresa assegura que a aplicação é controlada e não oferece riscos, além de aumentar a competitividade econômica da unidade de Lagoa da Prata.

O Jornal O Papel está preparando na edição desta sexta-feira, uma matéria que traz uma explicação completa sobre o caso e as alegações dos vereadores e o posicionamento da empresa.

Nesta sexta, dia 11 na edição impressa e na versão on-line, todos os detalhes, ou mais informações a qualquer momento.

- Anúncio -