Você sabe como funcionam os testes para identificar a contaminação pelo Corona vírus? Sabe a diferença entre teste rápido e convencional?

Mas o que afinal de contas como é feito um exame de Covid-19? Qual a sua confiabilidade? Como fazer um se você quiser saber se já teve o vírus?

Nós conversamos com o bioquímico Robson Morais de Almeida – proprietário do Laboratório São Carlos em Lagoa da Prata para entender melhor esse assunto.

Robson M. Almeida, bioquímico
  1. Dr Robson, como é feito um exame de Covid-19?

O assunto é muito extenso e novo. No caso, estamos apenas compartilhando informações mais didáticas para o entendimento da população. Todas estas informações estão bem resumidas e podem apresentar respostas diferentes no futuro, quando a doença for mais estudada. É o que temos para o momento.

O paciente realiza uma consulta com um profissional médico que identifica a necessidade da realização do exame e faz o pedido. Inicialmente o paciente é orientado sobre o isolamento, a forma que a coleta é realizada e as características do exame. Logo então o paciente fornece uma amostra de secreção orofaringe ou sangue para a realização do exame. O laboratório ou profissional habilitado realiza o exame e depois informa o resultado ao paciente.

  • Qual a diferença entre um teste rápido e o convencional?

O teste rápido é um método de exame desenvolvido para que se tenha um resultado na hora e com a intenção de tomar providências mais emergenciais. Pode ser feito presencialmente, o paciente pode acompanhar o resultado do exame no ato da execução, mas vai depender de cada situação. Não necessita de aparelhos sofisticados. Porem tem limitações técnicas. Não tem uma eficiência de 100 %.

O teste de PCR é feito com a secreção da orofaringe e necessita de equipamentos especiais e dependem de que o material seja coletado, que seja transportado, que chegue até o laboratório, que o exame seja realizado e interpretado, confeccionado o laudo e então ser entregue ao médico ou órgão epidemiológico. Detecta a presença do DNA do vírus. Tem a maior confiabilidade.

  • Por que os resultados dos testes demoram a sair (além da alta procura)?

Realmente o principal motivo é devido à demanda. Mas é somente com o teste PCR-Covid-19. Mas a necessidade de transporte da amostra até o laboratório, tempo para a realização do exame, necessidade de aparelhos especiais, kits específicos, necessidade de interpretação dos resultados em muitos casos por mais de um profissional, fazem com que este exame demore. Isso pode demorar de dois a dez dias, podendo em alguns casos ultrapassar 10 dias. Porém é de melhor confiabilidade

  • Quanto custa um teste rápido e um exame convencional?

Estes exames variam de laboratório para laboratório e na modalidade particular pode custar de R$ 300 a R$ 600.

  • O que caracteriza um falso negativo? Em que situações ele ocorre?

Um falso negativo caracteriza-se quando o paciente tem a doença, porém o resultado – devido a problemas técnicos, apresenta resultado negativo. As questões técnicas mais importantes são o tempo de infecção e demora na resposta do organismo.  A pressa, a ansiedade e orientações erradas podem propiciar este resultado falso negativo.

  • Alguém que tem os anticorpos, ou seja, já teve o vírus, está liberado para ter uma vida normal?

Esta doença é nova e tem poucos estudos a respeito. Tudo indica que a doença confere imunidade depois do indivíduo passar por ela. Mas ainda temos que estudar muito e infelizmente tem muita informação desencontrada sendo dita e compartilhada nas redes sociais. Não podemos garantir com uma boa porcentagem de certeza que isso aconteça. Mas tudo leva a crer que sim.

  • Qual a importância da imunidade na prevenção da doença?

Um organismo com sistema imunológico bom, tem a maior possibilidade de se safar melhor desta doença e de qualquer outra. Se o organismo pode combater a doença, de repente os sintomas mais graves nem se manifestam.

  • Como as pessoas podem aumentar a imunidade?

Existem muitas formas de se aumentar a imunidade, sendo elas uma boa noite de sono, uma boa alimentação, a prática de exercícios físicos, o afastamento de vícios e condutas perigosas, uma boa saúde mental, tomar sol em quantidades suficientes e necessárias.

- Anúncio -