Paulo Betti em Autobiografia Autorizada – Foto: Fabio Seixo / Agência O Globoval Santo Antônio das Artes,

Festival Santo Antônio das Artes

Evento gratuito que acontece entre os dias 25 e 30 de novembro apresenta peças teatrais adultas, infantil, palestras e oficina.

- Anúncio -

Localizada no centro-oeste mineiro, Santo Antônio do Monte recebe o 1º Festival Santo Antônio das Artes. Com realização da produtora cultural e jornalista Candice Frederico, em parceria com a atriz e produtora cultural Juliana Martins, o evento traz espetáculos teatrais adultos, infantil e acontecem no Poliesportivo Geraldo Azeredo – Centro, onde será montado um palco exclusivamente para viabilizar as peças. 

Com o objetivo de valorizar, disseminar, promover e fomentar a cultura, sobretudo possibilitar o acesso do público a este tipo de arte, o festival acontece de forma gratuita, entre os dias 25 e 30 de novembro e conta com Lei Federal de Incentivo à Cultura, patrocínio da Cemig, copatrocínio do Sicoob Credimonte e apoio cultural da Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Monte. Há também apoio cultural dos comerciantes locais. 

As palestras têm 50% das vagas destinadas para estudantes e professores da rede pública de ensino e precisam ser reservadas através do telefone (37) 3281-7552 (Secretaria de Cultura) ou através do e-mail: festivalsantoantoniodasartes@gmail.com.  

A abertura fica por conta do ator Paulo Betti que trará à cidade o monólogo Autobiografia Autorizada, na sequência, o monólogo O Porteiro, de Alexandre Lino e o espetáculo infantil Histórias de Papel da Cia Patética, todos do eixo Rio/São Paulo. Haverá também as palestras Fotografia e Arte, A Arte Transforma e Empreendedorismo Cultural, e uma oficina para crianças a partir de 4 anos. Focada no universo lúdico com criatividade e fantasia com leitura de poemas de Cecília Meirelles. 

É de extrema importância proporcionar cultura no interior do Brasil, há vários municípios carentes neste setor. “Nasci em Santo Antônio do Monte, boa parte da nossa população nunca foi ao teatro. Trabalho há mais de 10 anos com cultura nos grandes centros e juntei essa experiência que adquiri com o sonho de criar um festival cultural gratuito para a população da minha cidade”, relata Candice.  

Candice Frederico convidou Juliana Martins que tem larga experiência em produção de teatro para trabalharem juntas no festival. 

“Viajei muito pelas capitais do Brasil e percebo a necessidade de levar teatro ao interior, para promover a acessibilidade da cultura. É uma honra fazer parte deste projeto, além de sermos amigas, é gratificante proporcionar cultura no interior de Minas”, conclui Juliana.   

Confira a programação

25/11, às 20h:

Monólogo – Autobiografia Autorizada – Com Paulo Betti

Local: Poliesportivo Dr. Renato Azeredo – Centro

Os ingressos são disponibilizados 1 hora antes de cada peça, no próprio poliesportivo.

*Sessão com tradução em Libras. 

26/11, às 20h:

Monólogo – O Porteiro – Com Alexandre Lino 

Local: Poliesportivo Dr. Renato Azeredo – Centro 

Os ingressos são disponibilizados 1 hora antes de cada peça, no próprio poliesportivo.

*Sessão com audiodescrição (20 fones). 

27/11, às 9h: 

Oficina para crianças com a Cia Patética 

Local: Biblioteca Municipal Bueno de Rivera (CETUC)

Vagas: 35. Crianças a partir de 4 anos. Reservas: (37) 3281- 7552

E-mail: festivalsantoantoniodasartes@gmail.com 

*Oficina com tradução em Libras. 

A oficina trabalha o universo lúdico com criatividade e fantasia a partir da leitura de poemas de Cecília Meirelles. Indicado a crianças acima dos quatro anos.

27/11, às 17h

Teatro infantil – Histórias de Papel com a Cia. Patética 

Local: Poliesportivo Dr. Renato Azeredo – Centro

Os ingressos são disponibilizados duas horas antes de cada peça, no próprio poliesportivo.

*Sessão com tradução em Libras. 

28/11, às 14h

Palestra: Fotografia e Arte

Com Isis Medeiros 

Local: Escola Estadual Senhora de Fátima 

Vagas: 50

Ministrada por Isis Medeiros. Formada em Design pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), é integrante do projeto ‘Testemunha Ocular’, iniciativa do Instituto Moreira Salles de valorização do fotojornalismo. Seu trabalho é voltado à luta e empoderamento das mulheres e à denúncia das violências. 

Reservas: (37) 3281- 7552

E-mail: festivalsantoantoniodasartes@gmail.com 

*Palestra com tradução em Libras. 

29/11, às 14h

Palestra: A Arte Transforma

Com Maurício Canguçu 

Local: Escola Estadual Senhora de Fátima 

Vagas: 50

Ministrada pelo ator/diretor e produtor mineiro Maurício Canguçu que possui um vasto currículo na área cultural colecionando, além do reconhecimento e respeito do público, prêmios e indicações ao longo de sua carreira.

Reservas: (37) 3281- 7552

E-mail: festivalsantoantoniodasartes@gmail.com 

*Palestra com tradução em Libras.

30/11, às 14h

Palestra: Empreendedorismo Cultural

Com Aline Garcia 

Local: Sala do Empreendedor 

Vagas: 50. Reservas: (37) 3281- 7552

E-mail: festivalsantoantoniodasartes@gmail.com

*Palestra com tradução em Libras. 

Ministrada por Aline Garcia, graduada em Comunicação Social, pós-graduada em Assessoria de Imprensa e Comunicação Empresarial, é idealizadora e diretora da mostra de artes cênicas Tiradentes em Cena, com 10 anos em atividade. A mostra foi indicada ao Prêmio Arcanjo de Cultura, na categoria de festivais. 

SINOPSES

Monólogo Autobiografia Autorizada – Com Paulo Betti – Dia 25 de novembro, 20h

Como um bom colecionador de histórias, Paulo Betti relata os episódios vividos ou testemunhados na infância e adolescência de menino pobre na Vila Leão, em Sorocaba onde ajudava a mãe Adelaide a passar roupas enquanto se encantava com os programas de rádio. Também lá, via o pai esquizofrênico, Ernesto, ser internado no hospício a cada véspera de Natal, com surtos amedrontadores. Narra também diálogos ao telefone com a família, sonhos lembrados com precisão, fatos acontecidos com vizinhos e conhecidos. São essas histórias recolhidas que compõem “Autobiografia autorizada” que tem direção do próprio Betti e de Rafael Ponzi. Duração: 110 minutos. Gênero: Comédia dramática. Classificação: 12 anos.

Monólogo O Porteiro – Com Alexandre Lino – Dia 26 de novembro, 20h

No monólogo O Porteiro, com direção e texto de Paulo Fontenelle, Waldisney – personagem interpretado por Alexandre Lino – é um porteiro nordestino que comanda uma reunião de condomínio enquanto o síndico não chega. Waldisney faz diversas reflexões e críticas recheadas de bom humor. Duração: 70 minutos. Gênero: Comédia. Classificação: 14 anos.

Espetáculo infantil Histórias de Papel – Cia. Patética – Dia 27 de novembro, 17h

Com texto e músicas de Fábio Parpinelli e direção da Cia. Patética, os atores Fábio Parpinelli, Marta Guerreiro e Gabriel Moreira levam ao palco uma divertida brincadeira na qual um cubo colorido muito bem equipado é, na verdade, uma grande caixa de surpresas. “Abro uma porta, entro sem bater. Abro uma janela, para a luz entrar. Abro uma gaveta, para descobrir.” Nesse abre e fecha de portas, gavetas, livros, surgem palavras encantadas, segredos se revelam e personagens aparecem como num passe de mágica. As histórias que até então existiam apenas no papel criam vida e se transformam em belas imagens, revelando-nos todo o encanto das palavras e da manipulação de bonecos. Gênero: Teatro de Animação e música ao vivo. Classificação: Livre. Duração: 45 minutos.

Sobre as produtoras:

Candice Frederico: Formada em Jornalismo pela UEMG e pós-graduada em Comunicação Jornalística, iniciou sua carreira na produção cultural em 2010 pela Incunábula Companhia de Dança, cujo primeiro trabalho – Um Porco Sentado – foi premiado como melhor espetáculo de dança no 14º Festival da Cultura Inglesa, em SP. Posteriormente, produziu o espetáculo de dança Alfaiataria de Gestos, contemplado pelo PROAC Edital SP em montagem e circulação. Também esteve à frente de produções como: Poema Bar, com o ator Alexandre Borges e o pianista português João Vasco, nos teatros do SESI em São Paulo e interior do Estado, Belo horizonte – SESC Palladium, Bahia – Teatro Castro Alves, etc. O infantil O Novo Mundo Encantado Buarque de Hollanda, com Anna Markun e banda. Uma Pilha de Pratos na Cozinha, texto de Mário Bortolotto, na Oswald de Andrade, além de Borderline – indicado ao prêmio Botequim Cultural na categoria melhor ator, no Espaço Parlapatões, ambos em SP; entre outros. 

Juliana Martins: Atriz e produtora cultural. Estreou em 1985 na novela A gata comeu, na Tv Globo com direção de Herval Rossano. Na mesma emissora participou de Geração Brasil; Cheias de charme; Belíssima; Coração de estudante; Zazá; Malhação; Vamp; Riacho doce. Na Tv Record trabalhou em Caminhos do Coração e Jesus. No GNT: Copa Hotel; Questão de família; As Canalhas. Desde 2004 também está ligada à produção teatral. Produziu, até o momento, nove peças nas quais trabalhou como atriz. De 2018 até julho de 2019 ministrou aulas de teatro para jovens infratores. Ficou conhecida do grande público como a primeira protagonista de malhação.  

Serviço / Ficha técnica

1º Festival Santo Antônio das Artes – Santo Antônio do Monte – MG

Data: De 25 a 30 de novembro

Local: Poliesportivo Dr. Renato Azeredo – Centro

Os ingressos são disponibilizados 1 hora antes de cada peça, no próprio poliesportivo.

Idealização e Direção de produção: Candice Frederico 

Coordenação de produção: Juliana Martins  

Direção de iluminação: Domingos Quintiliano 

Comunicação visual: Matheus Munhoz 

Coordenação administrativa: Letícia Napole  

Assessoria jurídica: Cristina Castro 

Assistente de produção: Danielle Cabral

Assessoria de imprensa: Carlos Gilberto 

Realização: Bubu Produções Artísticas

- Anúncio -