Julio e a esposa Meire - foto: instagram
Julio e a esposa Meire - foto: Instagram

Já recuperado do Coronavírus, ele conta como foi o período de isolamento

Julio Cesar Alves Morais, 37 anos, foi o primeiro caso de Coronavírus confirmado em Lagoa da Prata. Ele foi diagnosticado em meados de Março, ao retornar de um cruzeiro de navio e apresentar os sintomas do Covid-19. Na manhã desta sexta, 03 de abril, ele concedeu uma entrevista por telefone à reportagem do Jornal O Papel, explicando como passou pela quarentena até sua recuperação.

“A população está muito preocupada com isso aí. Claro, a gente tem que ter o isolamento. Eu me isolei dentro do meu quarto, fiquei distante da minha família… fiquei quinze dias”, conta o empresário. “Fique totalmente isolado no meu quarto. Minha esposa fazia as coisas e me entregava usando luvas, eu pegava com luvas também, todo mundo aqui em casa usando máscaras…”, diz ele.

Ele conta que a esposa, que estava com ele na viagem, não apresentou até agora nenhum sintoma. Mas ainda assim a preocupação foi estendida a todos da família.

“Todos aqui em casa fizeram a quarentena junto comigo. Só que todo mundo isolado. Nós separamos copos, pratos, talheres, cada um tinha o seu”, continua. O contato com outros parentes também foi suspenso imediatamente.

“Meu pai tem 63 anos. Desde que eu cheguei da viagem e senti a febre eu já falei com ele, não precisa nem por os pés aqui em casa, pode ficar quietinho aí na casa do senhor”, afirmou.

Ele suspeita que tenha se contaminado durante a viagem de navio, mas não tem certeza.

“Eu tenho minhas dúvidas ainda. Eu ouvi falar que o primeiro caso confirmado no Brasil foi no dia 20 de fevereiro e depois disso eu estive em Divinópolis uma vez e depois fui viajar de navio. Eu saí de Lagoa no dia 07 e retornei no dia 16 de março”.

Julio diz que sentiu febre durante duas noites seguidas e, por ter viajado, suspeitou que pudesse estar com o Covid-19. Fez uma consulta no Hospital São Carlos e pediu um exame particular, que foi feito na terça-feira, dia 17 e o resultado – que testou positivo, chegou no domingo, 22 de março.

Passado o período de quarenta, sua recuperação foi acompanhada por médicos da família.

“Graças a Deus eu tenho uma saúde muito boa”, explica o empresário, que ressalta que não fuma nem faz uso de bebidas alcóolicas, o que lhe assegurou um período de quarentena sem sintomas graves.

“De segunda-feira (30/03) pra cá eu não tenho mais sintomas, não sinto nada”, disse.

Pacientes recuperados do Covid-19 não se contaminam mais, é o que revelam os estudos feitos até o presente momento. Ainda assim, Júlio afirma que ainda está ficando em casa e alerta a necessidade das pessoas tomarem cuidados. “Eu acho que as pessoas devem prevenir mais, é essencial as pessoas usarem as máscaras”, diz Julio, que reforça a importância do isolamento. “Eu comecei a sair ontem mas só em caso de necessidade, estamos ficando todos dentro de casa, saímos só em caso de precisar mesmo”.

Mais de 120 casos suspeitos até ontem

Fonte: Secretaria de Saúde

O último relatório da Secretaria de Saúde de Lagoa da Prata, divulgado na noite desta quinta-feira, 02 de abril, informa que já foram comprovados por exames seis casos de Coronavírus na cidade. Ao contrário do que se pensava, a maior incidência de pessoas com sintomas da doença está na faixa etária abaixo dos cinquenta anos. A demora nos resultados dos testes dificulta o monitoramento preciso dos casos e prevalecem as recomendações para manter o isolamento social na cidade.

- Anúncio -