Com certeza você já se perguntou se a única forma confiável para fazer o seu dinheiro render é depositar num banco. Por outro lado, também é certo que já teve pelo menos a curiosidade de saber como pessoas ganham tanto dinheiro investindo de forma pouco convencional, como na bolsa de valores, fundos imobiliários, commodities e outros investimentos dos quais você não tem a mínima noção. Se você pensa assim, pode ter certeza: você não é o único. Mas saiba que esta realidade está mudando.

O mapa da mina

Se você não entende nada de investimentos, que tal ter um agente para fazer isto para você? Para ganhar dinheiro com o seu dinheiro… Pois é apostando nesta proposta que muitas corretoras de investimentos estão crescendo de forma vertiginosa no país. “No Brasil, mais de 90% das pessoas acreditam que o banco é a forma mais segura e rentável para guardar aquele dinheiro que está fora dos seus gastos mensais, do capital de giro da empresa ou da manutenção de uma atividade profissional. Nos Estados Unidos acontece exatamente o contrário: mais de 90% das pessoas aplicam o dinheiro fora dos bancos”, afirma o administrador e pós graduado em perfil gerencial, Roger Melo, agente autônomo de investimentos da XP Investimentos, a maior do Brasil e que está entre as maiores do mundo.

Como funciona?

Na prática, você vai precisar da ajuda de um assessor de investimentos, alguém que se especializou naquilo que você não entende ou não tem tempo para entender: como investir melhor!

 “Enquanto o cliente pensa em ganhar dinheiro aumentando a produção de sua fábrica, as vendas do seu comércio, ou dobrar a sua produção na agropecuária ou como profissional liberal e outras atividades, o agente de investimentos também pensa o dia todo em fazer render o dinheiro do seu cliente. Recentemente fizemos uma operação muito bem sucedida, investindo em fundos de imóveis. Conseguimos um lucro de 15% em menos de 20 dias”, ressalta Roger, há pelo menos onze anos trabalhando no mercado financeiro, sete dos quais na Credimonte.

Qual é o seu perfil de investidor?

“Fazemos o mesmo que um gerente de banco faz. Mas há uma grande diferença: nós temos o atendimento personalizado”, explica.

Segundo Roger, o primeiro passo a ser tomado quando é procurado por um cliente e futuro investidor, é definir o seu perfil. “Temos o investidor conservador, moderado e arrojado. Não há erro nenhum em ser arrojado ou conservador e muito menos moderado. O que precisamos é identificar estas qualidades. Não se pode falar em arrojo quando o investidor fica apavorado com as notícias de instabilidade política que pode afetar a bolsa ou quer lucros imediatos. Isto é típico de conservadores e não há erro em ser assim: precavido. O que nós fazemos é definir como e em que cada um deve investir”, complementa.

Como e quem pode investir?

Clientes da XP tem a vantagem de não se preocupar com os custos da assessoria. Para quem investe a partir de R$ 50 mil, por exemplo, todo o trabalho do agente de investimentos é livre de honorários.

A taxa de juros da tradicional “caderneta de poupança”, é de apenas 1,4% ao ano. Esta taxa é o que o investidor do mercado financeiro almeja em um mês – num cenário econômico não muito animador. “Vamos deixar bem claro: o negócio dos bancos é prestar serviços e cobrar por eles; é financiar a produção industrial, o comércio, o agronegócio… E fazem isto muito bem. O nosso negócio, como agentes de investimentos, é fazer o dinheiro do cliente render cada vez mais”, enaltece Roger.

Empresas

Pessoas jurídicas também obtém excelentes resultados com os investimentos, tendo também a opção de contratar crédito junto às investidoras com diferenciais interessantes. “Hoje a XP oferece o crédito mais barato do Brasil para quem investe com a gente. É uma forma das empresas saírem dos juros altos dos bancos”, analisa Roger.

Roger Melo, consultor financeiro da XP Investimentos

“Não existem milagres em investimentos. O que existe são estratégias e percepção do mercado. Mostre-me o quanto você gasta e eu analisarei para você suas possibilidades de ganhar dinheiro com investimentos”

- Anúncio -