O Prefeito Di Gianne Nunes fez um pronunciamento à imprensa na manhã desta terça-feira, 30 de março, para comunicar que será submetido a uma cirurgia e terá que se afastar momentaneamente da direção do município.

Ele disse que o tratamento médico é decorrente de uma lesão no intestino, descoberta recentemente a partir de exames de rotina.

“Ano passado fiz um checkup e deu uma pequena alteração no meu intestino; a gente vai tratando como coisa paliativa, normal, até a gente aprofundar em exames. Nesse aprofundamento de exames recebi o diagnóstico de que tem uma lesão no intestino e que eu vou ter que fazer uma cirurgia (…) já olhei outras opiniões médicas (…) dá tempo. As três opiniões são de que dá tempo, fiz a biópsia, o resultado deve sair no mais tardar semana que vem, justamente pra ver se precisa de uma radioterapia ou uma quimioterapia. Os médicos com quem eu conversei estão muito otimistas”, disse.

Di Gianne pretende continuar à frente da prefeitura o tempo que for permitido pelos médicos, já que segundo ele, isso será inclusive uma motivação. “Nós vamos batalhar muito pra conseguir sair disso da melhor forma possível. Uma das coisas que eu sei porque vai ser fácil sair é porque eu não vou parar de trabalhar. Não vou me licenciar, tem jeito de fazer o meu trabalho de forma remota”, continuou.

O prefeito disse que já comunicou aos secretários a situação.

“É lógico que isso me choca, nunca me imaginei nessa situação, nunca pensei que iria passar por isso. Mas não estou sentindo nada, estou muito bem, graças a Deus, os exames paralelos que fiz estão todos, ok. Ontem avisei meus secretários e falei que mais do que nunca esse momento eles vão precisar tomar grandes decisões”, disse.

A data da cirurgia ainda não foi confirmada e nem o dia exato do seu afastamento.

“Na quinta-feira eu já tenho que fazer os exames pré-operatórios e a operação, se tudo der certo, já será na semana que vem”.

Acompanhado do vice Joanes Bosco, Di Gianne disse que já tem muitos programas encaminhados para serem desenvolvidos no período em que eventualmente ficará afastado. Ele citou por exemplo o auxílio emergencial que a prefeitura está preparando. O prefeito não quis adiantar valores nem a duração do auxílio, mas afirmou que será uma ajuda para as pessoas em condição mais vulnerável na cidade.

“Vai ajudar, pode ter certeza que vai ajudar quem mais precisa”. Ele disse que estão estudando uma forma do auxílio ser gasto na própria comunidade.

“Trabalhamos muito pra deixar isso tudo muito tranquilo. Eu só vou me afastar se os médicos disserem que preciso, mas enquanto eu puder eu vou continuar trabalhando”, declarou.

A entrevista pode ser vista no canal da TV Lagoa (youtube/tvlagoadaprata) pelo link abaixo:

- Anúncio -