Prefeito de Luz, Ailton Duarte, em entrevista à TV Lagoa nessa semana

Segundo Ailton Duarte, medida foi baseada no fechamento das agências de LP e Moema

Ofício dizia que medida de fechamento considerava distância entre os municípios de Luz e Lagoa e o grande número de casos no município vizinho.

O Prefeito de Luz, Ailton Duarte, disse em entrevista à TV Lagoa na segunda-feira, dia 05 de Junho, que o fechamento da agência bancária do Itaú foi motivado pelo alto número de casos de Covid-19 registrados em Lagoa da Prata.

“A razão desse ofício ao banco Itaú foi que, era mais ou menos doze horas, me ligaram várias pessoas de Luz que estavam no banco itaú e tinha bastante pessoas, eu não sei precisar o número, de Lagoa da Prata fazendo o recebimento, uma coisa ou outra lá no banco. Ali pelas treze horas, mais pessoas ligaram também preocupadas dizendo que lá tem muitos casos. A gente não tem nada contra o pessoal de Lagoa, pelo contrário, a gente tem, eu especialmente tenho um carinho muito especial pelo pessoal de Lagoa, tenho parentes aí (…) mas a situação que a gente tá vivendo é uma situação totalmente diferente no mundo. Nós temos que reaprender a viver depois dessa pandemia”, disse o prefeito.


“Eu fui investigar. Pedi à minha assessoria de comunicação para averiguar a veracidade de que tinha sido fechado (o banco) realmente em Lagoa da Prata. E ele foi mais além, ele verificou que Moema também tinha sido fechado. Eu falei, tá explicado porque então as pessoas estão vindo pra Luz. Então como a gente tem que ter essa responsabilidade como gestor a gente tomou essa atitude, que poderia ser até com mais tempo, decretar o fechamento como em Lagoa, mas eu também raciocino assim: vamos fecha até o final de semana pra ver o que o Itaú vai dizer(…)”, continuou.

Segundo Ailton, o gerente do banco fez contato buscando alguma alternativa para abrir as agências e informou que o fechamento de Lagoa teria que durar os quatorze dias de observação.

O prefeito de Luz disse que propôs a liberação dos caixas eletrônicos da agência de 09 às 14 horas com a aplicação das medidas de contenção: duas pessoas por vez, com um funcionário oferecendo álcool gel aos usuários na porta da agência. Duarte disse que a população também respondeu positivamente ao decreto que estabelece o uso de máscaras pela população. “Podemos dizer que nós temos muito aproximado de cem por cento do uso de máscaras pela população”, complementou.

 De acordo com ele, Luz está fazendo um controle rigoroso dos casos suspeitos, testando todos os casos suspeitos em laboratórios particulares, para garantir maior agilidade.

“Todos que tinham sintomas foram testados em laboratório particular. Nós pagamos o exame pra não ficar aquela espera de vinte, trinta dias da Funed. Então todos que tiveram necessidade de fazer, lá no hospital, foram feitos pelo município de Luz”, declarou.

Esteios

O prefeito disse que está preocupado com a população do distrito de Esteios, devido ao fluxo de pessoas no fim de semana.

“O pessoal está preocupado porque tem muitos parentes que moram em Lagoa da Prata que estão indo visitar no fim de semana. Não é hora de passear, gente. É hora de se cuidar. Vamos aguardar uma situação mais favorável pra que se faça esse passeio. Quando tiver urgência venham, mas venham com máscaras, preparados para se proteger e proteger também o pessoal de Esteios”, disse.

“Não tivemos que retroceder”

Finalizando, o prefeito disse que tem mantido a situação sob controle.

“A gente começou aqui, quando acendeu a primeira luz, a luzinha apareceu amarela nós tomamos providências e estamos até hoje muito seguros do que a gente tá fazendo. Não tivemos que retroceder em nenhum decreto de abertura. O que a gente abriu, desde lá de trás até agora estão todos funcionando, diferente de alguns lugares que a gente tem visto que fizeram abertura e tiveram que voltar atrás, fechar porque o negócio descambou. E depois que descamba, meu amigo, é igual porteira de gado nelore, depois que abre a porteira é difícil (segurar) e a pandemia é o maior desafio de todos os gestores de todos os tempos”, concluiu.

- Anúncio -