Momento da primeira vacina aplicada em LP - foto: Junior Nogueira

Primeiras doses foram aplicadas nesta terça-feira

A vacinação contra a Covid-19 teve início no Brasil no último domingo, dia 16 de Janeiro de 2021. Quarenta e oito horas depois, a primeira dose da Coronavac (produzida em parceria pelo Instituto Butantan e pela empresa chinesa Sinovac Biotech) foi aplicada em uma enfermeira da UPA de Lagoa da Prata.

Márcia Aparecida dos Santos, técnica de enfermagem na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e Laura de Oliveira Cravo, Coordenadora do CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital São Carlos, foram as duas primeiras profissionais de saúde que receberam a vacina nesta terça.

Ambas são enfermeiras e estão na linha de frente do enfrentamento ao Coronavírus em Lagoa da Prata. Elas foram escolhidas pela Secretária de Saúde, Margarete Borges, que foi quem aplicou as vacinas, visivelmente emocionada.

- Anúncio -

“Em quinze anos de profissão, aplicar essa vacina talvez seja o momento mais importante da minha carreira”, disse a secretária.

Crise sanitária na cidade

O prefeito Di Gianne Nunes assumiu o mandato no meio de um vendaval, marcado pelo agravamento da situação sanitária no município, decorrente das aglomerações no fim de ano, chegando à marca dos trinta e dois óbitos registrados até a última terça-feira.  

Em menos de vinte dias, já editou dois decretos normatizando o funcionamento do comércio, contrariando empresários do setor que tiveram sua jornada de funcionamento limitada até ás dez horas da noite e com medidas de distanciamento mais rigorosas.

Na véspera da posse, o ex-prefeito Paulo Teodoro ainda anunciou a retirada do município do programa Minas Consciente, do governo estadual, sem qualquer fundamentação técnica e fazendo uma jogada política para complicar a nova administração.

Apesar da pressão, a nova equipe manteve-se firme na manutenção das medidas e empenhou seus esforços para iniciar a vacinação, tão logo fosse possível.

Começo do fim

“É com muita alegria que hoje vamos iniciar a vacinação em Lagoa da Prata. Em nome das vítimas, das famílias das vítimas e dos profissionais da saúde, em nome dos policiais e guardas civis, dos alunos que estão sem aula, das pessoas que perderam seus empregos, dos comerciantes que estão preocupados e em nome da população geral, hoje iniciamos a vacinação para tentarmos vencer essa luta que nossa geração nunca presenciou”, disse o prefeito.

Com esse discurso, Di Gianne Nunes abriu a campanha de vacinação contra a Covid-19 em Lagoa da Prata. Assim que as doses chegaram de Divinópolis, já foram levadas à policlínica da rua Goiás e iniciada a aplicação, tendo as duas enfermeiras o papel de representar os profissionais de saúde, grupo prioritário que receberá o medicamento.

A primeira remessa – 402 doses, será toda destinada aos servidores da saúde da linha de frente, idosos e pessoas do grupo de risco. Uma nova remessa irá compor a segunda aplicação assim que o Ministério da Saúde disponibilizar a vacina.

Responsabilidade

Apesar do momento ser de comemoração, o prefeito Di Gianne Nunes lembrou que a guerra contra o vírus ainda não está vencida e que a população precisa continuar dando o seu apoio mantendo as medidas de prevenção – uso de máscaras, álcool gel e distanciamento social.

Com a avaliação dos números realizada semanalmente pelo comitê de enfrentamento, a prefeitura irá decidir se mantem ou flexibiliza o funcionamento do comércio. Como reforçou a Secretária de Saúde, as decisões serão totalmente transparentes e todo o trabalho será divulgado pela imprensa local.

- Anúncio -