PONTO DE VISTA

Caros amigos produtores rurais de Lagoa da prata, Santo Antônio do Monte e região, em especial associados
No final da noite do Domingo de Pascoa, o Jornalista Lucas Mendes, no programa Manhattan Connections ventilou – filosofando – a possibilidade do Brasil declarar uma segunda DERRAMA, desta vez contra o Dólar e o Euro. Todo mundo sabe do “Dia da Derrama’, que deveria ter ocorrido em Ouro Preto, mas foi impedido pelo traidor Joaquim Silvério dos Reis. Lucas Mendes ventilou também a possibilidade de volumosa emissão de moedas do Real. Admitida esta hipótese o Brasil teria que ressuscitar as moedas Cruzeiro, Cruzeiro Novo e Cruzado. Nosso dinheiro iria para o lixo.

Deixando de lado as especulações ventiladas por Lucas Mendes no Manhattan Connections, vamos ao que nos dizem os economistas sobre novos rumos da economia.

O MOMENTO EXIGE CAUTELA

Os indicadores econômicos  demonstram queda brusca na economia mundial, reflexo imediato nas bolsas de valores,  especialmente nos Estados Unidos e no Brasil. Eles estão a nos indicar que o momento exige cautela. Vender algum bem para quitar dívidas pode até ser necessário e é o que sugerimos. Evitar novos endividamentos é o recomendável.

Procurem se valer dos benefícios que o governo federal está oferecendo para devedores, patrões,  empregados e desempregados. A curto e médio prazo se conseguirmos manter o que temos estará de bom tamanho.  Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Valorizemos a COOPERPRATA, que mostra-se uma instituição sólida e nada deve neste momento. Mais que isto, tem aplicações financeiras em três estabelecimentos bancários da cidade. Além disso, distribuiu mais de R$ 403.000,00 de sobras na última assembleia e comprou, à vista, uma área de 20 mil metros quadrados no Bairro Marília, em Lagoa da Prata.

Para socorrer aos associados, com empréstimos proporcionais ao faturamento de cada um, estamos fechando parceria com um de nossos agentes parceiros a juros de 1% ao mês.

Deus os abençoe, dando-lhes e aos familiares muita saúde e paz. Lavem as mãos e mantenham o distanciamento de dois metros uns dos outros.

 

OTAVIANO DE OLIVEIRA

Professor, advogado e presidente da Cooperprata

- Anúncio -